segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Anima - Discografia


ANIMA - musica mundana humana et instrumentalis - nasceu no Brasil há mais de vinte anos como resultado de reflexões sobre a interpretação musical e a memória musical brasileira. A estrutura inicial do grupo teve como base o movimento de música antiga e a interpretação musical historicamente orientada. Esses princípios interpretativos norteiam até hoje o grupo, e foram ampliados e transformados através das múltiplas formações pelas quais passou, desde então.

domingo, 25 de outubro de 2015

Grupo Ilumiara e Cantos de Trabalho [2015]


"Ilumiara" é uma expressão que mescla as palavras “iluminar” à “Iara”, entidade sagrada dos rios nas culturas Tupi-Guarani. Também contida nos textos de Ariano Suassuna e no nome de seu “altar” na Pedra do Reino, a palavra expressa nosso desejo de iluminar, por meio da música e da poesia, a riqueza e a beleza de repertórios poéticos e musicais a partir da pesquisa e do encontro com as pessoas.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

João Omar - Discografia


O maestro e violonista João Omar é uma das provas inconstestáveis da diversidade musical da Bahia. Junto ao axé, arrocha, pagode e rock - mesmo que esse leque seja incomparável ao que ele faz - está a música erudita do conquistense, filho de Elomar Figueira Mello e primo de Xangai, também músicos baianos.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Papo de Anjo - Sarambeque [2015]


O Papo de Anjo surgiu em 1998, na cidade de São Paulo, fruto da união de um grupo de amigos músicos profissionais apreciadores do Choro. Desde então, o grupo fez diversas apresentações para a divulgação do CD por ele gravado, com canções do gênero musical brasileiro. O repertório do grupo é composto por choros, polcas, maxixes, valsas, frevos e se baseia em grandes compositores brasileiros, como Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Anacleto de Medeiros, entre outros.

sábado, 19 de setembro de 2015

Chão e Chinelo - Loa do Boi da Meia-Noite [1999]


Formado em Recife em 1995, à base de sanfona, triângulo e zabumba, o grupo Chão e Chinelo seguia a tradição da urbanização dos ritmos nordestinos sedimentada por Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. O caminho trilhado por outros grupos como Mestre Ambrósio e Cascabulho deu uma guinada com a entrada da guitarra de tintas psicodélicas de Niltinho (também interessado em música indígena, ruidos eletrônicos e tribais) e a rabeca do mestre de maracatu Maciel (filho de mestre Salustiano, referencial de Chico Science). 

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Anchieta Dali - Discografia


Anchieta Dali é pernambucano do Sertão, um cantador nordestino que aborda o ser humano e a natureza num vasto cordel de emoções musicais. Lírico, rústico, com sotaque refinado de poética social apurada, navega entre suor e chuva aguando leirões de rimas e audácia numa fina sertania forrozeira. 

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Paulo Matricó - Discografia


Nascido no vale do Rio Pajeú, no município de Tabira, Pernambuco, o poeta, declamador, cantor e compositor, Paulo Matricó traz no coração a essência do Sertão onde se batizou nas águas da poesia popular ao herdar do pai e de grandes menestréis da cantoria de sua região a arte de contar histórias simples com o apuro de métrica e a graciosidade da rima cadenciada.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Barbatuques - Discografia


Referência internacional de percussão corporal, Barbatuques acumula experiência no Brasil e ampla vivência e reconhecimento no exterior.

sábado, 15 de agosto de 2015

Tarancón - Discografia


Grupo pioneiro a mesclar musica brasileira com a latino-americana. Começou sua trajetória no inicio da década de 70 e até hoje mantém seu principal meio de comunicação: O “boca a boca”.

domingo, 2 de agosto de 2015

Boca Livre - Discografia


A proposta do grupo, que se consagrou ao conquistar um Disco de Ouro inédito para uma produção independente, em 1979, permanece fiel aos primeiros tempos. “Creio que cada vez mais a gente se conhece, já sabe muito bem como encontrar a melhor forma de trabalhar junto. Essa integração se reflete tanto na escolha de repertório, quanto na melhor maneira de fazer o arranjo de cada música.