domingo, 12 de abril de 2015

Itamar Assumpção - Discografia


Um gênio! Não há palavra melhor para definir o músico e compositor Itamar Assumpção. Um artista inventivo, ousado e performático. Homem sangue quente, colorido, agridoce, pirado, bendito e grande conhecedor de orquídeas. Ele as entendia, e elas a ele... Sempre foi assim, uma relação linda, mediada ao toque e a delicadeza. "Nós somos orquídeas cigarras formigas amigas / Pra lá de colegas / Musas e músicas curtimos a lida / Curamos feridas amamos a vida".

Filho de Tietê (SP), Itamar não fugia a luta, jogava-se na vida em puro experimentalismo. Ele fazia e acontecia, "matava a cobra e mostrava o pau a quem quiser ver e comprovar". Ah! Esse "Benedito João dos Santos Silva Beleléu. Vulgo Nego Dito, Nego Dito cascavé", senhor de uma poesia complexa.

Tonou-se referência da chamada vanguarda paulistana que agitou a música brasileira entre os anos 70 e 80, constituindo um dos momentos mais transformadores da cena musical no País, ainda sob a vigília da ditadura militar.



No documentário "Daquele Instante em Diante", de Rogério Velloso, fragmentos da vida e da obra de Itamar Assumpção são trazidos à tona.

O filme acompanha diversas fases de sua carreira, desde a intrigante canção "Nego Dito", uma das mais calorosas discussões acerca da negritude e do racismo no Brasil; até sua morte, aos 53 anos. Parceiros e amigos, como Alice Ruiz, Suzana Salles, Luiz Chagas, Paulinho Lepetit, Marta Amoroso e Vange Miliet, além de sua mulher e as duas filhas, reconstituem traços da vida do músico. Reunindo uma seleção de imagens raras garimpadas em meio a acervos e arquivos particulares.

Itamar gravou discos considerados antológicos como "Beleléu", "Às Próprias Custas S/A" e "Sampa Midnight". Ele foi parceiro de Paulo Leminski, Arrigo Barnabé, Jards Macalé, Alzira Espíndola, entre outros. O artista também teve suas composições gravadas por inúmeros músicos como Zélia Duncan, Ney Matogrosso e Rita Lee. O documentário lança o projeto "Iconoclássicos" na rede de cinemas Unibanco em todo o Brasil. O projeto é patrocinado pelo Itaú Cultural, com foco em figuras importantes de vários campos das artes.


Discografia >>> Downolad

[1980] Beleléu Leléu Eu
[1983] Às Próprias Custas S/A
[1986] Sampa Midnight
[1988] Intercontinental!
[1993] Bicho de 7 Cabeças Vol. I
[1993] Bicho de 7 Cabeças Vol.II
[1993] Bicho de 7 Cabeças Vol.III
[1996] Ataulfo Alves por Itamar Assumpção
[1998] Pretobrás
[2004] Isso Vai Dar Repercussão
[2010] Pretobrás II
[2010] Pretobrás III


6 comentários:

  1. Meu amigo, muito obrigado por esse tesouro. A obra de Itamar Assunção precisa sempre ser divulgada.

    O seu blog é incrível, parabéns pelo belo trabalho. Me lembra diversos outros trabalhos que sumiram ou foram suprimidos nesses tempos estranhos em que vivemos. Parece que a informação e o conhecimento nunca foram algo tão perigoso.

    Só mais uma coisa, não sei se é só pra mim, mas o link para "Petrobrás II" parece ter caído..

    Abs

    ResponderExcluir
  2. Salve, malungo. Agradeço seus elogios e sua visita ao blog. O disco solicitado já foi adicionado à pasta. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo1/5/16 09:28

    Itamar Assumpção, Hermeto Pascoal, Alceu Valença, Sivuca, Heraldo do Monte... nossa, este blog é demais mesmo!!! tomara que dure para sempre ou ate pelo menos eu devorar e guardar tudinho que há aqui, pra mim são super preciosidades! muito obrigado!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns e obrigado pela militancia a favor da cultura íntegra e genuína.
    Markel Trindade

    ResponderExcluir